Últimos artigos

50 PAÍSES EM 50 DIAS - PORTUGAL #14

PAÍS 14 - PORTUGAL: Às margens do Rio Douro estão localizadas as "quintas" que abrigam os centros de vinificação onde nasce à dádiva nomeada Vinho do Porto.  A calha formada no percurso do rio acaba caracterizando o relevo, que com predominância de encostas inclinadas propicia as condições ideais para o plantio de uvas para vinificação. A inclinação do terreno permite os tempos diários "óptimos" de ensolação e de sombra e o próprio rio acaba trazendo a umidade adequada e ainda serve como regulador térmico nas épocas de calor intenso.

Em terrenos formados por xisto, imprestáveis para outras culturas, nascem as "vinhas" onde se desenvolvem as uvas adocicadas que caracterizam este tão especial tipo de vinho. Em algumas categorias, até hoje pisam-se as uvas nos "lagares" tradicionais, visto que esta técnica ancestral permite conseguir do fruto uma "extracção" qualitativa mais eficaz e menos violenta.

Depois de concluídos os primeiros passos da vinificação, em "pipas" de madeira são transportados 100 quilômetros rio abaixo, e quando atravessam o portal formado pela Ponte Dom Luis (também obra de Gustave Eiffel) chegam enfim ao "sítio" onde virão a descansar e cumprir seu processo de envelhecimento: os "balseiros" das históricas "caves", em Vila Nova de Gaia.

Um vinho que possui um grau de álcool um "bocadinho" maior que os demais vinhos por ser "fortificado" ou seja, na sua produção é adicionada a aguardente de vinho, o que nos causa uma sensação de "maior calor" na boca... Isso surge de uma prática antiga, aplicada em vinhos que por algum motivo precisassem ser transportados a grandes distâncias, quando a própria fermentação da bebida não daria conta da sua conserva. Funcionou tão bem que tal prática acabou se tornando uma característica intrínseca da bebida.

Quando do Porto avistamos o cais da Vila Nova de Gaia, os maiores destaques são os grandes painéis que ostentam os nomes das principais produtoras de vinho. O "facto" destes nomes coincidirem com os sobrenomes de famílias se dá pelo "facto" de que quando foram criadas eram empresas de âmbito familiar. O tempo passa, o vinho é cada vez mais consumido e as famílias se tornam marcas... Quem sabe você já tenha ouvido falar de Casa Ferreira, Ramos Pinto, Barros, Cálem, Croft, Sandeman.

Eu Afonso, já desconsiderei que o Vinho do Porto é um "tipo de vinho" e passei a considerá-lo como um "estilo de vinho". Definitivamente se trata de uma bebida autêntica e genuína, que representa Portugal no mundo todo. No exato momento em que escrevo este texto, "estou a desfrutar" um Taylor´s Tawny.

ps. desculpem tantas aspas, mas fiz questão de enfatizar estas palavras do Português de Portugal.

O que é esse tal "50 países em 50 dias"?



Abraço maior que o Atlântico!

Fon

Youtube: afonsosolak
Facebook: The World by Fon
afonsosolak no Twiter e Instagram - @afonsosolak

Nenhum comentário:

Postar um comentário

The World by Fon Designed by Templateism.com Copyright © 2014

© Copyright 2013, All Rights Reserved to The World by Fon. Tecnologia do Blogger.