Últimos artigos

A minha experiência AIESEC

Alguns meses atrás o pessoal do marketing da Aiesec entrou em contato comigo pedindo que eu relatasse como havia sido minha experiência fora do país. Pelo que entendi a idéia era publicar em algum lugar, que não me lembro onde era, para tentar motivar a galera que estivesse na dúvida se vale àpena ou não fazer um intercâmbio.

Claro que eu fiz questão de escrever sobre o asssunto! Querendo ou não, minha rotina é a principal geradora de conteúdo deste blog e escrever sobre ela não seria difícil. Fiz o relato. Enviei o relato. Elogiaram meu relato. Mas, pelo que parece, não publicaram meu relato.

A Aiesec, sendo uma organização coordenada por estudantes, deve ter uma grande rotatividade de pessoal, e nestas trocas de equipe provavelmente a ideia de publicar relatos como o que fiz perdeu-se. Já que meu texto está feito e tenho este meio para publicá-lo, assim farei. Quem sabe algum Aisecer procura no Google e me acha, e numa dessas contribuo em sua tomada de decisão! Sendo assim, fica o relato escrito no início de Julho de 2014:


Peruanos, colombianos, venezuelanos, franceses, salvadorenhos e eu! Ibiza.
Quando me inscrevi para o GIP da AIESEC já sabia! Mais uma vez o país seria outro! O idioma seria outro! A cultura? Outra! A vida seria outra! Outros hábitos e costumes! Outras pessoas e outras paisagens! Outro emprego! Outro estudo! Quer outros "outros"? Praticamente tudo seria outro! Parecia complicado? Não!!! Era desafiador! E os desafios, sempre me fascinaram!

Com esta cabeça busquei quase que exaustivamente por uma GIP que fosse o meu perfil! Quando ela surgiu, faltavam 6 meses para minha graduação. Um dos requisitos, era que fosse recém graduado! Mesmo assim me apliquei, e até fizeram uma entrevista comigo! Infelizmente o resultado foi negativo. Paciência! Continuei na minha busca, firme e forte!  Uma hora algo "encaixaria". E não é que a sorte estava do meu lado! Seis meses depois, 6 dias antes da minha formatura, a mesma TN estava disponível novamente! Parecia um sonho! Não tardei um segundo em aplicar, e 40 dias depois estava desembarcando no Aeroporto de Barajas em Madrid!

Aqueduto de Segóvia.
Mas você pode estar se perguntando, "Porquê isso tudo?". "Porquê essa escolha?". Claro que eu poderia ter facilitado as coisas. Continuar em casa, perto das pessoas que amo. Achar um emprego brasileiro, afinal o setor da construção bombava naquele momento. Poderia começar a juntar dinheiro, comprar um carro quem sabe. Casar? Ter uma vida estável! Poderia, como dizem por aí, "me aquietar"! Mas não! Ainda não estava preparado para entrar nessa vida, queria algo mais!

Em maio de 2013 comecei meu intercâmbio em uma empresa de engenharia, presente em mais 20 países. Não falava um palavra sequer de Espanhol. No início pensei " Caraca, acho que o passo foi maior que a perna!". Forcei, me esforcei! E em novembro fiquei sabendo da grande notícia de que tinham interesse em me contratar. Resolvemos,que devido às burocracias do país, seria mais fácil estender ao máximo meu período como "Aiesecer". Hoje, fazem um ano e três meses que estou aqui, e estamos preparando a papelada para um Visto de Trabalho. Divido uma sala na empresa com outros engenheiros Espanhóis, Italianos, Franceses e Portugueses. A cada dia conheço pessoas do mundo todo! Minha lista de destinos visitados saltou de 20 para 38 países!
Magnífica obra de Calatrava, Valência

Passei a ter uma vida mais tranquila. Fui morar numa cidade de médio porte, numa casa no meio do centro antigo. Somos em quatro: eu, um chileno, uma russa e um espanhol. Não preciso me preocupar em sair antes por causa do trânsito ou prever onde vou estacionar. Dez minutos caminhando pelo calçadão e estou no escritório! No verão temos sol até as 22, o que garante uma praia no fim do dia!

Durante este ano tive a oportunidade de melhorar meu inglês e meu italiano, além de aprender o espanhol! Aprendi muito sobre sistemas construtivos europeus e pude compara-los com os sistemas usados no Brasil! Estudei muito a normativa brasileira e embora trabalhe na Espanha, aprendo muito sobre meu próprio país! A cada dia desenvolvo mais e mais minhas capacidades de comunicação e  relação interpessoal! Trabalhar em um ambiente internacional é um exercício diário de tolerância e paciência! Recentemente tive a felicidade de ser aprovado em um mestrado em Engenharia de Materiais, aqui em Alicante, a cidade onde vivo e trabalho.

A maior estrutura de madeira do mundo. Sevilha.
Ouvi muitos relatos e conheci muitas histórias. Aprendi muito sobre a política e os costumes de vários países, sob muitos pontos de vista. Se independência fosse um fator mensurável, provavelmente a minha teria duplicado, triplicado, sei lá! Manter a calma e serenidade pode ser decisivo em muitos momentos, tanto na vida pessoal como profissional! Planejar muito, quase nunca é um erro!

Você já deve ter percebido que a palavra "aprendi", sem contar seu sinônimos, aparece muitas vezes neste relato! Não é porquê sou repetitivo, mas sim porquê o aprendizado numa vida no exterior aparece quase que diariamente! E ele não vem somente das coisas que leio ou conheço. Quando você viaja, sem muito esforço, você acaba virando um craque em Geografia e aprende muito de História. Se te perguntam, possivelmente, você sabe quanto está o Euro, o Dólar e mais umas quantas moedas! Sabe qual é a diferença de fusos entre vários países ou quantas horas de voo necessita para chegar até tal cidade. Mas o que você mais desenvolve é o conhecimento sobre si mesmo! Quando você sai da sua "zona de conforto" você caminha em direção ao auto-conhecimento e aprende a valorizar coisas simples, como dormir na própria cama ou passar um domingo em família!

Colegas de trabalho. Portugueses, espanhóis, franceses e italianos.
E hoje eu me pergunto: " E se eu tivesse tardado um pouquinho mais a me aplicar para esta GIP?". E se eu tivesse desanimado quando não me aceitaram pela primeira vez? E se eu simplesmente não tivesse conhecido a AIESEC? Quem sabe tivesse comprado meu possante e agora estaria preocupado em lavá-lo aos sábado pela manhã!

Agradeço muitíssimo à AIESEC Joinville por me proporcionar esta experiência única! Á AIESEC Valência e à CYPE Ingenieros que me recepcionaram e acolheram tão bem! Aos meus amigos e familiares que sempre me apoiaram e me entenderam!  E por fim à todos os leitores que me acompanham no www.theworldbyfon.com !

.ps No dia desta postagem (janeiro de 2015) algumas coisas já haviam evoluído.  Já conseguimos meu visto de trabalho, já começaram minhas aulas do mestrado e minha lista de países cresceu para 43. Novas oportunidades tem aparecido,  novas experiências tenho vivido e com elas novos desafios vem surgindo!

Um forte abraço e o mundo nos espera!

Afonso Miguel Solak - @afonsosolak

The World by Fon Designed by Templateism.com Copyright © 2014

© Copyright 2013, All Rights Reserved to The World by Fon. Tecnologia do Blogger.