Últimos artigos

Riviera Francesa

Embora a Itália seja a dona de meu coração; não sei se por seus costumes; por seus lugares ou pelo seu povo, encontrei um outro lugar no mundo que seria um poderoso candidato a ocupar esse posto. Não sei se é porquê esse lugar faz fronteira com a própria Itália ou porquê quando estive lá o clima de ano novo era empolgante. Espero que eu consiga passar uma idéia dessa região belíssima chamada Riviera Francesa.

Catedral Russa em Nice
Geograficamente estamos falando da costa sul da França, divisa com a "Grande Bota" e banhada pelo exuberante Mar Mediterrâneo ao Sul. Uma região realmente privilegiada em termos de bens naturais, onde se diga de passagem, homem soube aplicar sua tecnologia e seu trabalho de forma racional e ordenada.


Nice, intitulada "Segunda cidade mais visitada da França" (depois de Paris, é claro) e dona de uma cultura ítalofrancesa prazerosa de se conhecer; foi o nosso ponto de partida. Ruas modernas e movimentadas, mas ao mesmo tempo com clima de cidade de interior, a tornam difícil de descrever. Uma boa idéia é caminhar na beira-mar organizada e terminar subindo as escadarias do Parc du Château, no topo de um morro com uma vista panorâmica estonteante. Do outro lado do morro, o porto de Nice encanta com seus iates luxuosos e seus transatlânticos imponentes.

Uma catedral ortodoxa russa, com sua arquitetura característica, desperta a atenção e a curiosidade de qualquer um que se depara com ela. Vale a pena dar uma entrada e conhecer um pouquinho dessa cultura que é diferente até mesmo para os Europeus.

Um pedacinho do circuito
De Nice seguimos para o segundo menor país do mundo: o Principado de Mônaco só é maior que Cidade-Estado do Vaticano. Sede do Gran Prix de Mônaco, este o mais famoso circuito de rua do mundo e querido
por muitos brasileiros por ter eleito Airton Senna o "Príncipe de Mônaco". Andar pelas ruas "seguindo" a tragetória do circuito é obrigação de qualquer turista.

O famoso Cassino Monte Carlo, com seu entra e sai de turistas curiosos, é uma atração e tanto para aqueles que não estão habituados com o mundo dos cassinos. Eu particularmente não vi tanta graça no lugar, mas isso é uma questão do gosto (ou do bolso) de cada um. Como se não fosse o bastante as Ferraris e Lamborghinis estacionadas em frente, outros tantos modelos luxuosos circulam pelas ruas lotadas da região.

Estalactites da Gruta do Observatório
O que mais impressionante de toda cidade (ou do país inteiro)  foi o Jardim Exótico, que reúne plantas espinhosas e suculentas do mundo todo. Após um passeio por um caminho extremamente organizado e bem cuidado chegamos à Gruta do Observatório, uma caverna formada entre as rochas calcáreas. Quente, úmida e acima de tudo belíssima, seu "recheio" composto de  estalactites e estalagmites, me fez lembrar das aulas de Geologia na faculdade. Impressionante.

"Calçada da Fama? "
A terceira cidade de nossa pequena estadia na França foi Cannes. Palco do famoso "Festival de Cannes", que reúne os principais nomes do cinema europeu e mundial. Subimos e descemos as escadas do anfiteatro onde famosos como Angelina e Pitt são assediados por seus paparazis.Em frente ao local, existe uma espécie de "calçada da fama", com as marcas das mãos (ao invés dos pés) de pessoas relevantes como Sharon Stone, Mel Gibson e até mesmo do Michey e do Mario Brós.


Saint Honorat
De Cannes pegamos um barco e fomos a uma ilha chamada Saint Honorat. Habitada exclusivamente por monges franciscanos, em construções antigas e simples, me fizeram pensar que estava na Era Medieval. Arrisco a dizer que as minhas mais belas fotos da França foram feitas nesse lugar, e olha que estive em frente a Torre Eiffel três vezes.


Mesmo estando na França, me senti algumas vezes em plena Itália. Experiência bem diferente da que tive em Paris. Valeu realmente a pena. Com certeza será bem lembrado

Um abraço, e obrigado aos que nos acompanham.







The World by Fon Designed by Templateism.com Copyright © 2014

© Copyright 2013, All Rights Reserved to The World by Fon. Tecnologia do Blogger.